sábado, 14 de outubro de 2017

As Coisas do meu Filho e a Decoração da Minha Casa

Hoje resolvi trazer um pouco de baby blog  para vos falar de como integrar as coisas dos filhos na decoração da casa.

Não sei se é de mim, mas sempre me fez confusão pensar que a minha casa se iria tornar num playground cheio de cores garridas e de uma parafernália de coisas de criança que ocupam meia sala.

Por isso mesmo, tento que as minhas compras de coisas de bebé sejam o mais próximo possível
do estilo da minha casa.
Por um lado, embora concorde que as crianças precisam de ser estimuladas, acredito que isso não passa por ter cores garridas em tudo e mais alguma coisa, mas sim em utilizar objectos/ brinquedos específicos para desenvolver certas capacidades.

Tudo o que comprei para o Rodrigo desde que nasceu e que faz parte integrante da decoração da casa, foi, por isso, em preto e branco ou cinza e branco com apontamentos de verde água.
Tenho uma parede azul petróleo na sala e o verde água é uma espécie de versão clara dessa cor.
Então tudo fica em harmonia.

Assim, se quiserem optar por não ofuscar a decoração das vossas casas com as tralhas coisas dos vossos filhos, o conselho de decoração que vos deixo é que optem por escolher coisas neutras. 
Hoje em dia felizmente há uma grande oferta e só é preciso terem essa ideia em mente e não irem atrás da primeira coisa com 5 cores que vos aparece.

Venho então apresentar-vos a cadeira da papa que escolhi.
Em cinza e branco, super funcional, fácil de limpar, tem o tabuleiro de correr e que é amovível para lavar e tem alças de apertar e desapertar para manter o bebé em segurança.
É também desmontável para ficar com as pernas baixas e ser mesa de trabalho.

Inicialmente tinha comprado uma cadeira completamente diferente que se revelou uma autêntica desilusão (coisas de mãe de primeira viagem),
mas esta é sem dúvida merecedora de 5 estrelas quer no design, quer em tudo o resto.

A cadeira é ESTA e ele adora!






Bom Fim de Semana!

quarta-feira, 11 de outubro de 2017

CASA DO MAR PARA ALUGAR

Olá gente aí desse lado!

Estou a tentar postar mais regularmente e venho desta vez mostrar as imagens do resultado final de uma casa que teve de ser completamente remodelada.

Fica no centro de Lagos e no último andar de um prédio muito antigo. 
Não tenho fotos do antes mas não será exagero dizer que estava um galinheiro  muito degradada. 

A remodelação é dentro do meu estilo simples e despojado, para este género de casas de praia para alugar, onde acho que deve haver apenas o essencial para ser feliz.
E para facilitar a manutenção e utilização.

As cores são as mesmas de quase sempre - Branco e Azul. 
Mas desta vez o azul é escuro,
para variar só um bocadinho! :)

Do chão ao tecto, do wc à cozinha, das janelas à fachada, passando pelo terraço,
tudo foi submetido a obras.

Só ficou a faltar a pérgula de canas brancas no exterior, que fica para a próxima época!

Acho que a mentalidade em relação às casas para alugar está a mudar um pouco...
Felizmente as pessoas já percebem que quem paga para sair de casa para espairecer, então que não mude para pior, mas sim o contrário.

Para quem ainda não sabe, a dada altura do meu caminho
decidi só aceitar fazer casas de praia para alugar e restaurantes,
porque percebi que era o que realmente mais gostava.
Acabo por recusar tudo o que sejam casas particulares e remodelações de uma divisão.
E acho que quando não temos medo de largar aquilo que achamos que não é o nosso caminho e  sabemos o que queremos fazer sem pensar que estamos a perder trabalho,
então o caminho abre-se para nós e o universo retribui com aquilo em que acreditamos.

E não há nada melhor do que fazermos o que mais gostamos!



















terça-feira, 26 de setembro de 2017

Tendências e Inspiração

Estou a projectar mais uma remodelação de casa completa para o projecto que apresentei ontem
e ando com ideias de sugerir uma cozinha com móveis azuis.
O azul está sempre na moda, nunca esteve fora de moda e deve ser das cores mais consensuais do mundo.
Uns preferem-no mais para o escuro, outros mais para o claro e eu,
prefiro TODOS os tons de azul de acordo com o contexto.

 Aliás, os meus trabalhos são praticamente todos em azul e branco. Tenho esse defeito, ou feitio.
No fundo é um pouco a minha marca. 

A propósito de andar a buscar inspiração para esta cozinha, lembrei-me de partilhar algumas imagens que recolhi para que se possam também inspirar caso tenham ideias de remodelar a vossa cozinha.

Estou sempre a pensar num assunto que me deixa um bocado intrigada, que é o facto de aqui no algarve vivermos num clima ameno e praticamente em cima do mar, com praias a 5 ou 10 minutos, mas as casas que vejo são (na minha modesta opinião) todas muito escuras e pesadas como se fossem casas de cidades frias e longe da praia. 

No fundo, acho que vivermos numa casa "estilo casa de praia" faz-nos ter mais consciência e proximidade com aquilo que é a nossa realidade - vivermos junto à praia. 

Não acham? Já tinham pensado nisto? 

Teorias à parte, deixo-vos as minhas inspirações de cozinhas azuis em vários estilos
- rústicas, clássicas e contemporâneas - 

e se alguém achar isto uma ideia espectacular diga
que eu adoraria saber!

















Resto de boa semana!

segunda-feira, 25 de setembro de 2017

Casas da Praia

Sonho que um dia vou ter daqueles blogs com posts quase diários, ou, pelo menos, bastante regulares, como este era quando o comecei. Mas a vida é um rodopio e a minha prioridade tem sido o trabalho e a família e este cantinho fica sempre para o fim da lista. No entanto venho num pulinho deixar as imagens de uma moradia geminada que pertence a um projecto que tenho desenvolvido para um cliente  - Casas da Praia - umas casas para alugar num dos primeiros aldeamentos de Vale do Lobo.

Esta moradia pertence a um conjunto de 7 (para já) nas quais fiz uma intervenção na criação da marca,  com a criação do nome, do logo e de um conceito para estas casas.

Por enquanto, para além da decoração, esta foi a única que foi totalmente remodelada a nível de acabamentos. As outras ficaram como já estavam e apenas levaram algumas peças decorativas combinadas com o aproveitamento de outras que já existiam.

Ficam as imagens.






















sexta-feira, 17 de março de 2017

Diz que é um dos hoteis paradisíacos do Algarve

Há quase 1 ano que não escrevia neste blog, mas para mim, parece que foi ontem, embora muito se tenha passado entretanto!

Na altura do meu último post estava grávida de quase 5 meses e daí aos 9 foi um tirinho, sempre a trabalhar, numa contagem decrescente, com vários trabalhos que tinha em mãos para terminar antes do bebé nascer. Agora,  já ele tem 7 meses e meio! O tempo não passa... voa!

Bem, mas o que me trouxe neste regresso, foi partilhar convosco imagens do hotel onde passei o fim de semana passado que, em 2014, foi considerado pela CNN um dos melhores boutique hotels da Europa! Li também, algures, que era um dos hoteis paradisíacos do Algarve.

Fica em Castro Marim, o Praia Verde Boutique Hotel e tenho a dizer que vale a pena a experiência.

Chegámos era já noite e o conforto visual aconchegou-me o coração. A luz era quente e a grande zona de sofás e poltronas estava bastante composta, sobretudo por estrangeiros (holandeses e alemães, creio eu) o que deu um ar super caseiro e confortável ao hotel.

Li recentemente o livro Hygge e fez-me muito pensar nesse conceito abrangente que é essa palavra Dinamarquesa, que tem muito que ver com aquela sensação de conforto que sentimos associado a diversas situações e, principalmente, aos 5 sentidos e ao que nos é familiar.

De resto, o quarto sendo simples era igualmente acolhedor (optamos por um com vista mar porque não há nada melhor que abrir a janela e olhar para o horizonte).
Outra coisa que mais me desperta sempre curiosidade é como vai ser o pequeno almoço (porque é a minha refeição favorita) e este, bem, era bastante composto, com algumas coisas personalizadas, como um smothie e uns figos em calda que provei para cobrir uns waffers também feitos por eles. Outra coisa era ter também a opção de pão sem glúten.

O hotel tem piscina, mas o tempo esteve muito ventoso e as minhas esperanças de estrear o fato de banho e dar o primeiro mergulho do ano ficaram na gaveta. Bem como a expectativa que tinha de ver o Rodrigo molhar os pés na piscina.

Numa altura de bom tempo, o hotel ganha imenso porque dá para ir a pé para a praia, o que deve ser super agradável e romântico, visto que o percurso atravessa um pinhal.

Sábado à noite acabámos por jantar no restaurante do hotel, chamado "À Terra" e também foi uma ótima escolha. O menu era variado, mas acabamos por escolher as pizzas do forno lenha, que tinham muito bom aspeto e eram igualmente deliciosas.

Ficam as imagens e uma imensa vontade de voltar, mas sei que prefiro sempre descobrir hoteis diferentes! São as minhas visitas de estudo... como costumo dizer.